Home » Notícias

Situação do Mercado

Ponto de vista da equipa de Gestão de Ativos da SGF sobre a atual situação do mercado.

O ano de 2016 fica desde já marcado por um início bastante negativo na generalidade das bolsas mundiais, ao contrário do que era aguardado pela maioria dos analistas.

A crise da China, que se tem vindo a arrastar, levou a pesadas perdas nos mercados acionistas, como podemos ver no quadro abaixo. 

Índice

Até 19/02/2016

MSCI Europe (Europa)

-9.2%

S&P 500 (EUA)

 -4.8%

Nikkei 225 (Japão)

-16.1%


Também as obrigações de dívida soberana europeias com exeção da Alemanha, foram muito penalizadas, com a Dívida Pública Portuguesa a perder 6.4% do seu valor.

Neste ambiente, e com as perdas que afetaram os mercados, a generalidades dos fundos de pensões e PPR não puderam evitar o registo de desvalorizações algo acentuadas.

Ainda assim, a SGF conseguiu conter parte das perdas, uma vez que reduzimos a anulámos atempadamente a exposição à Dívida Pública Portuguesa (na qual estamos novamente  investir), bem como reduzimos acentuadamente o nível de investimento em ações, que também estamos atualmente a repor.

Num universo de 77 Fundos de Pensões Abertos e PPRs, geridos pelas mais conceituadas gestoras e bancos portugueses, apenas 4 fundos de cariz mais conservador registavam rendibilidades positivas nesta data, sendo que enhum excedia ganhos de 0.5%.

No gráfico abaixo registamos esta evolução, identificando os fundos da SGF, que registam rendibilidades aproximadas dos restantes agentes do mercado e, nalguns casos, até melhores.


Como também é visível na evolução dos fundos, os mercados já deram sinais de poder encetar uma recuperação relevante, permitindo melhorar ligeiramente as rendibilidades no final de Fevereiro.

Pela evolução dos últimos dias, podemos já acreditar que a recuperação tem condições para se consolidar, até porque está agendada para dia 10 de Março uma nova reunião do Banco Central Europeu, na qual muitas expectativas estão concentradas.

É neste contexto que pensamos que a melhor atitude é a de aguardar tranquilamente, já que a experiência demonstra que a recuperação do mercado após este tipo de quedas tende a ser rápida e acentuada.

Estamos em crer que no final deste primeiro trimestre já poderemos olhar para números mais favoráveis, bem como ter melhor visibilidade para o resto de 2016.


« Voltar