Home » Empresas » Soluções de Reforma RH

Utilize Fundos de Pensões e motive a sua Equipa

Responsabilidade Social

 

As empresas ao educarem, intervirem e incentivarem a constituição de complementos de reforma estão a assumir uma atitude social positiva.

 

A queda das pensões atribuídas pelos regimes públicos é real e contínua, a sensibilização dos colaboradores para este problema deve começar desde já, para evitar perdas de rendimento consideráveis aquando da passagem à situação de reforma.

 

Esta atitude social positiva é importante para o colaborador mas também para a empresa que desta forma atenua o choque perante o valor de pensão atribuído pelo sistema público e a pressão para continuar ao serviço após a data normal de reforma.

 

 

                 Fundos de Pensões

                 Para toda a Equipa

 

Constitua um Fundo de Pensões através de Adesão Coletiva a Fundos de pensões Abertos, estabelecendo um plano contributivo simples à medida da sua empresa e aliciante para a sua Equipa.

 

A utilização de Fundos de Pensões como instrumento de RH tem vantagens sociais, económicas, fiscais face a outros instrumentos RH.

 

Contacte-nos sem qualquer compromisso, para o desenho de um plano de pensões adaptável à sua Empresa.

 

Vantagens RH
 

- Complemento aos sistemas públicos de proteção social; (atenuam o efeito de um sistema público cada vez mais fraco);

 

- Incentivo da equipa; (ao receberem informação trimestral sobre a evolução dos fundos a equipa sentirá, a médio prazo, a importância destas poupanças);

 

- Benefícios superiores aos custos; (tanto maiores quanto o prazo de contribuições e a rendibilidade alcançada pelo Fundo)

 

- Flexibilidade contributiva; (o plano de pensões poderá prever a quebra de contribuições em períodos de eventual dificuldade económica para a empresa)

 

- Ausência de contribuições para a SS; (as contribuições efetuadas não serão sujeitas a descontos para a Segurança Social)

 

- Isentos de Tributação em sede de IRS; (quando respeitem a totalidade das regras estabelecidas no artigo 40.º do CIRC, não serão sujeitos a retenção em sede de IRS do colaborador no momento em que as contribuições são efetuadas)

 

- Dinamização da economia; (ao constituírem um incentivo à poupança permitem a dinamização da economia)

 
 
Implementação
 

Passo 1 – Solicite-nos o desenho de um plano de pensões para a sua Empresa, para tal será necessário que nos faculte uma lista com a seguinte informação para cada elemento da sua equipa: data de nascimento, data de admissão na empresa e salário mensal. Informe-nos ainda sobre quais as restrições da empresa em relação aos custos a suportar com o Fundo de Pensões.

 

Passo 2 – A SGF enviará várias sugestões alternativas quanto ao plano de pensões a implementar, tendo presente as limitações orçamentais da empresa, apresentando para cada uma delas uma simulação dos benefícios obtidos por cada um dos elementos da equipa.

 

Passo 3 – Celebração de um Contrato de Adesão Coletiva entre a SGF e a sua Empresa, após o qual serão efetuadas as respetivas subscrições de acordo com as regras estabelecidas no mesmo.                  

                     

 

                 Fundos PPR

                 Para parte da Equipa

 

Subscreva Fundos PPR estabelecendo de forma subjetiva quais os elementos da sua equipa a beneficiar e quais os montantes a atribuir.

 

A utilização de Fundos de PPR como instrumento de RH tem vantagens sociais, económicas, fiscais face a outros instrumentos RH.

 

Vantagens RH

 

- Complemento aos sistemas públicos de proteção social; (atenuam o efeito de um sistema público cada vez mais fraco)

  

- Incentivo da equipa; (ao receberem informação trimestral sobre a evolução dos fundos os colaboradores sentirão, a médio prazo, a importância destas poupanças)

 

- Benefícios superiores aos custos; (tanto maiores quanto o prazo de contribuições e a rendibilidade alcançada pelo Fundo)

 

- Flexibilidade contributiva; (total flexibilidade pois normalmente não tem um carácter obrigatório e periódico)

 

- Ausência de contribuições para a SS; (as contribuições efetuadas não serão sujeitas a descontos para a Segurança Social desde que não tenham carácter obrigatório e periódico)

 

- Dedução à coleta de IRS; (ligar ao quadro de benefícios na subscrição de PPR)

 

- Dinamização da economia; (ao constituírem um incentivo à poupança permitem a dinamização da economia)

 

 

Implementação

 

Passo 1 – Remeta-nos a proposta de subscrições para cada um dos elementos da equipa que pretende abranger, juntamente com os elementos de identificação dos mesmos e da Empresa.

 

Passo 2 - A SGF emite os respetivos recibos de subscrição após a validação dos respetivos documentos.

 

 

Transferência de Fundos de Pensões

 

A transferência de um contrato de adesão coletiva será efetuada através de um contrato de extinção da adesão coletiva anterior e um contrato de adesão coletiva aos Fundos de Pensões Abertos geridos pela SGF.

 

A transferência de um contrato individual a um Fundo de Pensões PPR é possível por parte de cada um dos colaboradores sendo apenas necessário que o mesmo envie o pedido de transferência (PPR Património Reforma, PPR SGF Garantido, Acções Dinâmico) .

 

A transferência de um Fundo de Pensões Fechado, é solicitada através de requerimento conjunto assinado pela nova entidade gestora e pelas Associadas do Fundo remetido ao Instituto de Seguros de Portugal. O requerimento será acompanhado do respetivo contrato constitutivo do Fundo, plano técnico-atuarial, parecer da comissão de acompanhamento (quando exista) e carta de não oposição à transferência remetida pela anterior entidade gestora.

 

 

A importância de começar hoje

 

Quando falamos de poupanças para a reforma, a data de início dessa poupança é um fator primordial.

 

Exemplo início aos 60 anos Vs início aos 40 anos.